Você não vai conhecer o homem dos seus sonhos

toad_prince

por Abilio Godoy

Dia desses uma amiga comentou que eu só tenho criticado tudo aqui na 21sp. Poxa, existe amor nesta cidade, ela provocou. Foi aí que, amuado pela bronca, decidi ceder e falar mal também do amor em Narcisópolis.

Por coincidência, nas últimas semanas, quatro pessoas próximas vieram reclamar para mim dos seus relacionamentos. Duas garotas e dois caras. Uma delas casada e os outros três com namoros sérios. O ponto em comum entre todos: descobriram que seus parceiros os enganavam com frequência, mentido e dissimulando a tal ponto que, quando descobertos, pareceram-lhes irreconhecíveis.

Abrindo o foco e olhando para o que tenho visto nos últimos anos, fico com a impressão de que temos mesmo lidado muito mal com nossas vidas afetivas. E uma das coisas que sempre me incomoda é que seguimos buscando um parceiro ideal e desejando um relacionamento perfeito. Ou seremos o casal mais feliz do mundo ou não seremos nada, me disse convicto um dos quatro reclamantes.

Acontece que, longe de Hollywood e das telenovelas, ninguém encontra a pessoa dos seus sonhos. Porque a pessoa dos nossos sonhos é só a idealização de alguém capaz de satisfazer nossos desejos sem qualquer necessidade ou carência próprias. O casal mais feliz do mundo só pode existir como abstração imóvel, nas páginas do romance ou na tela do cinema. Aqui, no domínio da matéria, o aumento da entropia é inevitável: tudo há de ser precário, instável e provisório.

E, não obstante, corremos para todo abrigo que possa nos esconder do tempo. Gostamos tanto das redes sociais porque nelas podemos enfim nos tornar as abstrações que queremos ser. Numa foto do Tinder, em que não há processo nem história, a pessoa dos nossos sonhos pode surgir com seu sorriso eterno e imperturbável. Com um pouco de sorte, o casal mais feliz do mundo será anunciado semanas depois pelo Facebook.

Qual a surpresa, portanto, quando nos descobrimos mentirosos, se o que buscamos é uma mentira? Qual a surpresa, se o que temos chamado de amor é um fosso que cavamos para que a realidade não invada o faz-de-conta? Qual a surpresa, se às atitudes concretas preferimos as boas intenções e as palavras vazias? Qual a surpresa, se damos prioridade ao espetáculo em detrimento da rotina?

Tristes, decepcionados e ansiosos, meus quatro amigos não têm escolha além de deixar que a mesma força que antes quiseram negar – o tempo – aja sobre eles e eroda as ruínas dos castelos abandonados. Enquanto isso suas fotos aguardam o próximo sapo, sorrindo felizes para sempre nas redes sociais.

Anúncios

Um pensamento sobre “Você não vai conhecer o homem dos seus sonhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s